terça-feira, 4 de agosto de 2009

APOSENTADO pelo Regime Geral de Previdência Social - INSS

Quem continua trabalhando após ter se aposentado pelo INSS terá que se afastar. STF ratifica entendimento da Procuradoria Geral da República”

A ministra Ellen Gracie, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu, esta semana, que servidores aposentados de empresas públicas ou de sociedades de economia mista não têm direito a permanecer no emprego após a concessão do benefício pelo Regime Geral de Previdência Social (INSS).

A determinação divulgada no dia 15 foi proferida na Reclamação Nº 8168, apresentada pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola do Estado de Santa Catarina (Cidasc), sob a orientação da Procuradoria Geral do Estado (PGE). Entre as empresas que mantém o maior número de aposentados trabalhando estão: a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, com 7.236 funcionários aposentados em atividade, a Caixa Econômica Federal, com 3.514, o Banco do Brasil, com 2.458, o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), com 1.887, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo com 1.538, o Banco Itaú, com 1.366 e a Petrobrás, com 1.334.

41 comentários:

Anônimo disse...

Aos que querem continuar trabalhando, após a aposentadoria,resta a boa iniciativa privada (comercio, industria, serviços, agricultura,) em todos os segmentos setorizados do trabalho, principalmente empreender um negócio próprio.
Consultem o SEBRAE de suas cidades e sejam felizes!, largando do serviço público de onde aposentou-se !

Ari disse...

Apoio integralmente esta decisão do STF de proibir que já é aposentado pelo INSS de continuar no emprego. Isto é salutar pois renova o ciclo empregatício, dando mais oportunidades e criando novas vagas com carteira assinada. Quem já trabalhou 35 anos a fio deve mesmo começar a gozar agora. Se quiser continuar trabalhando que o faça como profissional liberal ou autônomo.
Cecília,com já bem disseram você é a rainha de nossa colmeia. Quisera poder ser seu enfermeiro para ajudar a curar esta virose.

Anônimo disse...

Amiga CECÍLIA.
Muito bem,a decisão do STF sobre os que ja aposentaran,mais ainda permanesse na ativa é muito salutar, e retrata hoje o descaso porque sempre aposentados receberan ou recebem por governantes que entra e saem nesse pais.
Hoje vemos os direitos sendo usurpados,salarios achatados,contribuições feita ao longo de 30,35 ano em cima de pisos,hoje achatados a dois tres talvez mais salarios minimos.
e ainda dizem que estão fazendo justiça:
Quanta imoralidade,hoje vi uma noticia a respeito do fundo pensao AEUROS,o governo vendo que vai perder a ação tenta fazer acordo,depois de deixar milhares de familia a medigar e vendo que o rombo vai ser grande por conta da sua derrota,vão fazer acordo.
No brasil tudo acaba em pizza.
O que sera das futuras gerações,ja que nos dias de hoje as pessoas se acomodan e nao buscan mais lutar por seus direitos.
Grato Rosalina De Souza 18.161.320-4

Anônimo disse...

Colega CECILIA

- Gostaria de formular uma pergunta a voce e aos nossos colegas do blog:

Como sabemos a questão do superavit é uma questão que envolve diversos interreses,mas como todos sabemos quem comanda a questão da negociação é a contraf-cut e não nossas associações certo:
Para que haja realmente a abertura dessa discução,qual porcedeimento deve ser adotado,ou seja quem de fato vai porpor esta nova etapa de negociações,vai se usar a enquete feita pelo GT ANABB como parametro,ou teria que se criar novas porpostas e achar um concensso entre Aposetados e sindicalistas.
Grato Rosalina De Souza 18.161.320-4

Rubem Tiné disse...

Concordo com o Ari, acho um crime o cara ter tempo de aposentar, sai pelo INSS E continua no emprego, tirando o pão de um desempregado. Quer continuar trabalhando? abra um negócio e dê emprego pelo menos a mais uma pessoa, vá fazer um trabalho voluntário, ou melhor ainda, vai cuidar dos teus filhos e dos teus netos, passear, ir a praia, fazer política, não fazer p... nenhuma, mas não tira o pão da boca de um necessitado. Parabéns a ministra Ellen e viva os vagabundos segundo nosso sociólogo-poliglota ex-presidente FHC.

jeanne disse...

Cecília, desejo-lhe melhoras...Eu concordo com a decisão de aposentado não poder trabalhar mais no mesmo emprego que aposentou...desta forma,vão sobrar vagas para outras pessoas...Jeanne

Jorge Teixeira disse...

Colega Cecília,
Refiro-me ao comentário postado pelo nosso colega Ivan Rezende, no dia 03.08.2009 às 15:17hs, por sob o tema “Resultado Previ Junho 2009”. Considero excelente a intenção dele de repassar a outros setenta aposentados de Goiânia, que participam de um intercâmbio de informações, notícias acerca da importância deste blog no que concerne às discussões de assuntos relevantes, realmente do interesse dos aposentados e das pensionistas do plano de benefícios “1”. Como afirma o colega Ivan, os duzentos e cinquenta que já votaram na pesquisa disponibilizada aqui no blog, apesar da boa intenção, se tornam de pouca representatividade no contexto da totalidade dos associados da Previ. Restam ainda dez dias para o término da votação. Caso se confirme a informação de que o Banco está propondo a reabertura de negociações sobre a distribuição de superávit, entendo que para que se chegue a um final feliz deverá haver, por parte dos participantes e assistidos, disposição em abrir mão de algum tipo de benefício já que, sem isso, o patrocinador, no meu ponto de vista, não irá avançar em nenhum outro tipo de proposta. Com intransigência, frases feitas e supostas palavras de ordem, já bastante conhecidas de todos nós e hoje em dia já ultrapassadas e totalmente ineficazes, não chegaremos a lugar nenhum.

Anônimo disse...

Cecilia,

em primeiro lugar , melhoras.

http://www.anapar.com.br/noticias.php?id=9396

neste endereço acima qaue peguei no site da www.anapar.com.br , fala que a Sistel distribuira superavit aos assitidos e participantes, alem de suspender as contribuições.
Pergunto: a resolução 26 da CGP não vale para eles??

Quanto a tal enquete,a cho que tem mais é que fazer mesmo, os incomodados que se retirem.
Continuo sem acreditar que as pessoas ainda se surpreendam com algumas coisas, desde o dia que soube da criação do tal Blog dos Eleitos, tive a certeza e a externei aqui, de que tudo seria censurado, e o que seria de nosso interesse não seria publicado.
Uma coisa eu faço, olho o blog deles todos os dias, pq a seção noticias é muito boa, ali são mpostados vários assuntos de interesse dos aposentados.
Não serve para uma coisa, serve para outra.
NÃO CONCORDO COM O PESSIMISMO DE MUITOS APOSENTADOS FREQUENTADORES DESTE BLOG. Se foi pedido um estudo já estipulando valores e prazos, é para isso que o estudo está sendo feito, para se achar uma forma de implementar o mais rápido possivel tais medidas, e ponto final , não podemos é ficar aqui achando que não vai sair, podemos é não ter margem para conseguir pegar, mais implementado com certeza será.

VISITEM MEU BLOG;

sergioinocencio.blogspot.com


e aprendam alguma coisa com as gaivotas que fotografo quase que diariamente, elas vem todos os dias a praia pq tem certeza qque ganharão comida dos pescadores, assim nós devemos ter a mesma confiança nos que elegemos, mesmo que depois venhamos as troca-los em uma próxima eleição, mais hj, devemos confiar no que foi discutido nas ultimas reuniões, ou então o bixo pega, e a gente manda eles andar , numa proxima.


sergioinocencio

Jorge Teixeira disse...

Colega Cecília,
Refiro-me ao comentário postado no dia 04 de Agosto de 2009 às 09:43hs. Penso que dona Isa Musa, ao tentar explicar a sua infeliz intervenção aqui no blog, se complicou mais ainda e caiu em grande contradição. Senão vejamos: ela afirma que se trata de “ABRE ASPAS“ uma enquete que apenas traz a ilusão, a ansiedade e a intranqüilidade a tantos participantes, assistidos da PREVI. Mas, como negociar algo se existe Liminar impedindo qualquer transferência de superávit do BB para a PREVI? ”FECHA ASPAS” Ora bolas, esses mesmos argumentos por ela utilizados valem também para a notícia que ela plantou no site da AFABB-PR, que eu mesmo, com a licença da proprietária do blog, reproduzi aqui integralmente. Será que eu estou errado ou essa informação não criou expectativa nos corações de todos os associados da Previ? “ABRE ASPAS“ Ouvi, do próprio BB, a intenção de voltar a negociar o superávit ”FECHA ASPAS”. Se, segundo ela, não pode haver negociação, porque então divulgar a notícia e criar expectativa em todos? Dona Isa finaliza afirmando: “ABRE ASPAS” A história é maior e mais trágica, fico por aqui mostrando que nosso Banco do Brasil já se apropriou de muito dinheiro da PREVI poderia – agora, permitir que participantes e assistidos tenham algum proveito do patrimônio que ajudaram a formar ao longo dos anos ”FECHA ASPAS”. Essa mesma história mencionada por dona Isa só serve para comprovar, mais uma vez, a afirmação da colega Cecília quando disse “ABRE ASPAS” Eu, particularmente tenho uma posição diferente da tua, pois eu sou mais prática. Não haverá negociação e acordo se o BB não levar alguma coisa. Sempre foi assim, em todas as discussões do superávit que houve no passado e não será diferente agora. No meu entendimento, o importante é que haja uma negociação onde o foco seja "beneficiar o associado", considerando que esses recursos são dele. Essa é a minha opinião, mesmo desagradando a alguns eu não posso calar. O grande desafio está em negociar algo que seja bom para as duas partes, principalmente para o associado (comentário postado dia 31 de Julho de 2009 14:15hs) “FECHA ASPAS”. Finalizando afirmo que sempre nutri muita admiração e respeito por dona Isa, responsável pela administração da Faabb e da Unamibb. Mas acredito que o natural acúmulo de serviços nas duas entidades mencionadas possa ter sido responsável por essa impensada intromissão nos assuntos aqui do blog.
E.T. – diferentemente do pensamento de dona Isa, acha que ela foi muitíssimo indelicada com Você colega Cecília.

jurandir filho disse...

A quem se ilude de que esse blog vai resolver todos os problemas da sua vida, um alerta: ele é, tão somente, um placebo. A sra. Cecilia, já declarou, quem le esse blog sabe, diversas vezes, que pouco, ou nada, pode fazer por nos. Mas, entretanto, ela tem a virtude e a paciencia de ouvir as queixas de seus pacientes. Parabéns, Cecilia.

Anônimo disse...

Penso que a decisão da ministra Ellen é muito radical. Se for do interesse tanto do funcionário como da empresa a continuidade do contrato de trabalho, não vejo motivo para proibição.
Se os colegas continuam trabalhando é porque gostam do que fazem ou porque precisam manter suas rendas familiares.
Testemunhei muitos infortúnios de colegas do PDV, iludidos com a expectativa de sucesso na iniciativa privada.
Mais um direito foi suprimido, é lamentável.

Ari Zanella disse...

O Jurandir Filho disse muito bem o real objetivo do blog da Cecília: É um placebo. Alguém aí já ouviu esta palavra? Pois bem, embora esteja explicada no decurso de seu comentário, placebo significa na medicina uma substância neutra ou uma terapia usada para controlar reações ou administrada a pacientes pelo seu possível efeito psicológico benéfico. Seu antônimo é NOCEBO. É isto mesmo Jurandir, definiu muito bem o que é o blog, além de me ensinar algo que eu desconhecia. Parabéns...

Jane Torres de Melo disse...

Querida Cecília,


Se cuida!! Estamos na torcida que voce melhore rapidinho.Saúde!Saúde!
Quero agradecer ao Sergio Inocencio pelas palavras de otimismo.É isso aí!
Temos que acreditar que o melhor esta por vir.Confiemos!!!!
Esse seu contato com a natureza faz de voce uma pessoa especial!!
Mai uma vez, obrigada pela mensagem.
Abraços,
Jane (Rio de Janeiro)

Jorge Teixeira disse...

Colega Cecília,
Refiro-me à notícia constante, por mais incrível que possa parecer, no blog dos eleitos, que ultimamente só vinha disponibilizando informações de pouco ou quase nenhum interesse da grande maioria dos aposentados e das pensionistas do plano de benefícios “1”. Lá está escrito, no que concerne ao ES, o que todos nós tomamos conhecimento em primeiríssima mão aqui no seu blog. Dizem os eleitos “ABRE ASPAS” “que a Previ deve estar permanentemente tentando assegurar melhorias aos associados, desde que os estudos atuariais indiquem que sejam possíveis, sem impactar negativamente o plano e sem comprometer a capacidade de pagamento do complemento de aposentadoria, que é o objetivo principal de todo fundo de pensão” “FECHA ASPAS”. Agradeceria se Você pudesse informar se também é de responsabilidade da Diretoria de Seguridade a feitura dos estudos atuariais que servem para alicerçar qualquer realinhamento que se faça no produto empréstimo simples Previ. Agradeceria também se Você pudesse esclarecer se o teto de cem mil reais e o prazo de pagamento para até cem meses, sugerido pelo Conselho Deliberativo, poderá criar algum tipo de comprometimento na saúde financeira da nossa Previ. Ficarei no aguardo de breve e oportuna manifestação desejando, de coração, melhoras imediatas para a virose que lhe acometeu.
E.T. – participar com educação dos assuntos do blog, concordando ou discordando dos temas sob comentário, é salutar e democrático. A intromissão e a ameaça, sejam elas de qualquer tipo, com o objetivo de tentar impor uma vontade ou um ponto de vista, são altamente condenáveis, truculentas e antidemocráticas.

gasampa2003 disse...

Ainda continuo sem entender. Onde a Isa conseguiu essa informação sobre a distribuição do Superavit?!?!?

Anônimo disse...

Cara Colega CECÍLIA.
Com relação ao superavit,quando ouve a negociação envolvendo associações,sindicatos e se formou o GT ANABB,foi postulado que quem negocia superavit com o PATROCINADOR é a CONTRAF-CUT.
Na possivel reabertura de uma negociação de superavit,as propostas votadas a época serão as mesmas usadas ha epoca do GT ANABB, ou tera que se iniciar da novas negociações do zero.
Como sabemos depois do " ACORDO FEITO " tem os tramites legais,DEST,SPC,ETC....sendo assim caso confirme esta questão " SUPERAVIT " isto posto seria retroativo ou não. o possivel acordo valeria so daqui pra frente.
Grato Rosalina De Souza 18.161.320-4

Anônimo disse...

Cecilia,

a sua foto no site da ANABB ficou muito boa, deverias trocar por esta do seu Blog.( apenas uma sugestão)
Concordo com a Ministra, aposentado tem que parar de trabalhar, ou vai fazer outra coisa, digo isso pq presenciei durante anos, mais ou mesno uns 3 , eu creio, uma colega aposentada pelo INSS exercendo a função de Gerente de Negocios de uma agencia, enquanto que a fila para ocupar o seu cargo crescia, e com gente competente.
Se existe injustiça, essa é uma, ser impedido de crescer naq carreira pq o cargo que voce pretende está ocupado por um aposentado. Em vista disso, fez bem a Ministra, palmas para ela.


sergioinocencio

Anônimo disse...

Penso que a Dra. Ellen foi muito feliz em sua descisão. Se é tão prazeroso trabalhar no Banco apos a aposentadoria do INSS, porque então estes "aposentados" não fazem outro concurso. Não tire a vaga de quem tanto necessita. Vá concorrer com todos para voltar a trabalhar nesta empresa e ajudar a cumprir metas, superação etc., ou procure outra coisa para fazer.

Ari Zanella disse...

O resultado parcial da enquete aponta 52% favoráveis ao:"Não, o dinheiro é dos associados." Disseram aqui no blog, que os que têm opinião diferente não são radicais. Discordo. Ser radical é ser intransigível, ou seja, aquele que não faz concessões. No caso do superavit, a maneira mais sensata é tentar superar o nó, ou o travamento, ou o impasse, através da negociação que pressupõe mútuas concessões. Não há lei ou decreto, nem resolução que cerceie ou que se contrapõe a uma boa negociação. Quando duas partes querem chegar a um acordo que os favoreça, não há o que possa impedir. Os aposentados do Plano 1 que votaram com os 52% acima, que em sua maioria são os que estão num patamar acima dos 10.000 reais/mês, deveriam pensar naqueles menos favorecidos e que talvez tenham sido injustiçados por diversos fatores, e tentar mudar seus conceitos, para podermos formar uma grande corrente, unida e coesa, para estimular a outra parte (o BB) a negociar. Só assim chegaremos ao "tie-breaker" ou seja, ao desempate. É um desempate em que não haveria perdedores, pois todos sairão ganhando. Um grande abraço a todos.

carlos disse...

Que fim levou a conecessão de empréstimos imobiliários para os que já liquidaram há bastanate tempo as concessões tendo m vista que há mais de dois meses foi aprovado nos conselhos da previ e ate hje dorme na Seguridade.A última notícia que tenho da previ que ainda está em fase de adaptações em seus aplicativos.Como se v~e este serviço de site da previ vai levar bastante tempo para reparos pois toda semana para para reparos e nada

Jorge Teixeira disse...

Colega Cecília,
Tenho a sensação, s.m.j., de que esse realinhamento do ES já poderia ter saído há mais tempo. Entendo que estava sendo costurado, nos bastidores da Diretoria e do Conselho Deliberativo, um acordo para que a paternidade da sugestão pudesse ser dividida entre os conselheiros eleitos procedentes da Anabb e os demais oriundos dos sindicatos comandados pela Contraf-Cut. Após a reunião do DELIB de 24.07 foram mencionados aqui no blog os nomes de dois conselheiros, da mesma forma que no blog dos eleitos o nome de uma conselheira, em ambos os casos identificados como sendo os responsáveis pela sugestão. Todos estão bem na fita e os louros já estão sendo colhidos pelos dois lados, Anabb e Sindicatos. Só espero que nós, aposentados e pensionistas do plano de benefícios “1”, os maiores interessados neste processo, possamos colher também os nossos frutos, através de um realinhamento significativo, imediato, com aumento do prazo de pagamento e diminuição do período de carência do produto empréstimo simples Previ. Mudando de assunto e respeitando como sempre as opiniões em contrário, peço que todos os colegas, principalmente os identificados com as opções “1” e “2” da pesquisa em curso aqui no blog, que se manifestem. Restam apenas oito dias para que possamos pelo menos sonhar com a possibilidade de dias um pouco melhores ainda em 2009, por conta de melhorias em nossos benefícios. Vale lembrar que a reserva especial para revisão de plano está em R$16,5 bilhões, com base no balanço de junho/2009, e o ibovespa já ultrapassou a marca de 56.000 pontos.

Luiz Fernando disse...

DE ACORDO. SO TAMBEM ACHO Q OS COLEGAS QUE CONTINUAM TRABALHANDO ,E' UM SINAL QUE O COMPL DA PREVI TA AQUEM DE SEU ORCAMENTO. NAO E' POR AMOR AO BANCO(ANTIGAMENTE ATE TINHASSE ESSE SONHO)QUE ELE FICA TRABALHANDO. E'O VALEALIEMTNACAO,E O VALE REFEICAO, NEGADO AOS APOSENTADOS QUE SO NA JUSTICA, ENGORDANDO VARIOS SEGMENTOS E EMPERRANDO MAIS A JUSTICA.MAS INFELIZMENTE, SO ATRAVES DELA PARA NOS CONSEGUIRMOS NOSSOS DIREITOS. PREVI, ACORDA, OU E' MAIS FACIL MANTER UMA BANCA DE ADVOGADOS(TERCEIRZADOS OU NAO)PARA COMPATER ESSA ENXURRADA DE ACOES QUE ENTRARAO NOS PROXIMOS MESES. O VALE ALIMENTACAO E' 280, ACHO, DE GRANDE VALIA PARA O APOSENTADO,JA PARA A PREVI......

paulo.souto disse...

Parabéns STF.
Concordo com o Rube Tiná, que concorda com o Ari, e assim vai...
Aposentou? muitas felicdades, quer voltar a trabalhar? vá para a iniciativa privada. Um conselho: frequente o SEBRAE.

Anônimo disse...

Cavalcante disse:
Prezada Cecília, desejo que você esteja se recuperando rápidamente e logo retorne ao nosso convívio.Já sentimos sua falta.
Por outro lado, peço-lhe que, por acaso , já tenha tido informações sobre o que aconteceu na reunião de terça-feira, especificamente sobre a possibilidade de suspensão das prestações do ES até que ocorra o "salvador" realinhamento, repasse-nos alguma informação.
SAÙDE E PAZ !
Abraço-a fraternalmente
CAVALCANTE

:: Cecília Garcez :: disse...

Cavalcante,

O assunto deverá ser apreciado na próxima reunião do Conselho Deliberativo agendada para 28/08.

:: Cecília Garcez :: disse...

Cavalcante,

O assunto deverá ser apreciado na próxima reunião do Conselho Deliberativo agendada para 28/08.

:: Cecília Garcez :: disse...

Colegas,

Devido a vários emails recebidos perguntando qual o procedimento a ser adotado pelo BB frente à decisão do STF, informo que o Banco ainda não se pronunciou pois aguarda resposta do parecer jurídico. Assim que obtiver essa resposta,divulgarei no blog.

Anônimo disse...

Cecilia, a reuniao nao seria dia 21
como foi escrito aqui no blog?Ja passaram para o dia 28......

Anônimo disse...

Gostaria de saber da Previ(seus dirigentes)por que esperar tanto (ate o dia 28)para as mudanças do ES?Sabemos que tudo esta pronto, pra la de estudado,calculado...e so apertar o botao e dar-nos um pouco de PAZ.Nao e hora de se preocuparem com quem vai ficar melhor na "fita" perante os associados.E se for tao importante assim a imagem de voces perante os desesperados, que liberem Ja.Nao nos façam esperar ate Setembro,nossas dividas crescem a cada dia.Que Deus abra os coraçoes de voces para enxergarem com olhos de ver o que estamos pedindo.Deus abencoe a todos(Dirigentes e Colegas,incluindo voce Cecilia).

Anônimo disse...

Concordo com o colega, a primeira data para as mudanças do ES seria 21/08,ja se fala em 28/08 e no site da Anabb diz ate o dia 20...Oh
meu Deus!!!!!Olhe por nos.

Anônimo disse...

Cecilia,

EU TAMBEM NÃO CONCORDO EM CEDER NADA AO BB - só que eu concordando ou não o BB ja levou o dele, e eu? ....nada ( e não sou o Cesar Cielo)
Então não me resta nada a fazer, negociar é a única saída, vamos negociar e rápido, o que sobrou é nosso e vamos dividir, e o BB se encarrega de todos os tramites burocráticos, e ahi leva efetivamente o que ja se apoderou contabilmente.
AGORA O PONTO MAIS IMPORTANTE NISSO TUDO: quem neste mundo autorizou a CONTRAF/CUT a ser minha representante.??? Não sou sócio dela, portanto, ela não tem minha autorização para negociar em meu nome. Sem duvidas, precisamos urgente de uma associação que tenha respalde e realmente nos represente, pq essa dai representa o pessoal da ativa e não os aposentados, e até onde eu conheço dessee embrulho todo, muitos dos que acham que não devem realinhar com valores altos o ES para os aposentados não endividarem-se, sairam dali dessa central.



sergioinocencio

Anônimo disse...

Cavalcante disse:
Estimada Cecília, agradeço-lhe pela resposta quanto à reunião da ultima terça.Porém explico., pois acho que não me expressei bem :
a) não me referi ao assunto do COMPLICADÍSSIMO' realinhamento do ES e sim à SIMPLES suspensão das contribuições.entendendo que uma coisa não tem haver com a outra, pois pode haver haver suspensão das prestaçãoes sem o realinhamento ou vice-versa: . Ou será que tal medida só o poderoso Sassseron com sua Diretoria de Seguridade é quem pode dar a última palavra para determinar a suspensão ?
A Diretoria ,como um todo, não tem poderes para decidir e tomar tão simples decisão, se sobrepondo ao ignóbil Diretor de Seguridade ? Se assim for, só nos resta, para aqueles que sobreviverem. esperar pela sua volta em 2012 na Seguridade.
b) peço-lhe, gentilmente . que confirme a data da reunião do CD , sé é 21 como foi dito antes , e por várias vezes, ou -como foi informado agora- 28/8, Esse desencontro, inconsistência ou conflito de informações, está simplesmente deixando todos mais "loucos" ainda.
Por favor, embora " dodoi" e sentimos muito por isso, diga-nos alguma coisa em definitivo. Sua informação é a mais importante para todos os blogueiros, por que é transparente e confiável.
SAÚDE !
Cavalcante

Anônimo disse...

Cara Cecilia,
Não há justificativa para não se fazer um realinhamento significativo no ES (nada de R$ 10 ou 20 mil, mas algo substancial) e prazos realmente dentro do sistema (mínimo 10 anos). Se estamos desenquadrados na aplicação da renda variável, há margem prá lá se sufiente para a elevação da ampliação dos negócios com os participantes, aplicação aliás rentável e segura, mais do que a renda variável, como o passado recente tem demonstrado. Assim, esperamos que os argumentos contrários despejados na reunião para decidir nosso destino seja rebatido com a ênfase que se faz necessária.
Carlos Quintela

:: Cecília Garcez :: disse...

Colegas Anônimos,

A data anteriormente agendada para a próxima reunião do Conselho era 21/08, porém, a pedido dos conselheiros,foi modificada para o dia 28/08.

Anônimo disse...

Gostaria sinceramente de nao ser pessimista porem, GATO ESCALDADO.....De sete em sete dias vao enrolar ate Dezembro para liberarem o ES.Lamentavel!Se saisse em Agosto daria tempo de nao sujarem meu nome.Estou com 56 anos e isso nunca aconteceu comigo.
Que humilhaçao!

:: Cecília Garcez :: disse...

Cavalcante,

O assunto não foi discutido, ate porque a questao é complicada, podendo ate prejudicar as pessoas que querem renovar o ES caso a carencia não diminua. E bom lembrar que não ha grandes demandas em relacao a isso. So se houvesse muitos pedidos, o assunto teria chance de ser abordado e não dá para considerar esse blog como o espaco ideal para fazer essa solicitacao. Eu posso apoiar a proposta, mas não da para aprovar sem fundamento.

Anônimo disse...

So espero que se a Previ resolver suspender prestaçoes do ES de opçao para quem nao quer a suspensao.No meu caso a suspensao de nada adiantara.

Anônimo disse...

Meu Deus nos proteja!Quando a Cecilia sutilmente diz "caso a carencia nao diminua".Sera que e o que estou pensando?A alteraçao dos valores e prazos do Es quando sair tera de ser obedecida a carencia de 12 meses e so em Dezembro poderemos renovar?Por favor Cecilia, diga que eu entendi errado.

Anônimo disse...

DECISÃO DA MINISTRA ELLEN
É apenas uma decisão monocrática, não gera jurisprudencia, aplica-se só no caso em julgamento.
Esta questão ainda não foi enfrentada pelo pleno do STF, embora o TST já reconheça que a aposentadoria espontanea não é caso de extinsão do contrato de trabalho. No site do Sindicato dos Bancarios do DF tem uma matéria sobre o assunto.
Agora uma questão para reflexão:
Aposentar e continuar trabalhando ou vestir o pijama e viver na penuria?
Roberto Varella

Anônimo disse...

Demorou demais essa decisão. Ainda bem que eles optaram pela escolha certa! O Brasil não se pode dar a um luxo desses, o cara aposentar e continuar enchendo linguiças, tirando o pão da boca de milhares de desempregados. O dia que não tiver mais desempregado neste país, aí sim podemos rever essa lei.

Anônimo disse...

Jurandy Endson - Sou aposentado pelo INSS e continuo contribuindo mensalmente. Estou na ativa para cumprir o meu contrato com a previ 30 anos (faltam 2). Razoes: A PREVI quando desvinculou o reajuste do Aposentado do funci da Ativa, criou todas as aberrações possiveis, enfraqueceu a familia BB. Gostaria que nao tivessemos superafit e sim aposentadorias corretas. Deviamos a epoca ter criado um tabua salarial para calculo da PREVI apartir da separação, talvez ja estivesse em casa. Pago INSS ha 39 anos e ao me aposentar aos 35 anos disseram que era novo e veio o fator previdenciaro, mais quando comecei aos 15, ninguem disse que era crianca para contribuir, vivemos num PAIS em os contratos sao quebrados a todo momento. Os colegas pre 97 estao com sua rendas na media de 15.000,00 e os pois na media de 4.000,00. Pergunto, como parar se hoje perco no minimo 2.500,00 de minha renda. Pretendo parar um dia, mais com uma renda melhor do que a atual. De que adianta a PREVI ter tanto bilhoes se seus associados estao pobres, a quem interessa essa situação? Parece que os colegas que estao na direção de nossas entidades perderam a noção da familia BB, onde aprendemos a respeitar o colega e sermos respeitado cada um sabe de sua situação individual e aos que acham que ocupo a vaga de algum desempregado esta enganado pois entrei por CONCURSO PUBLICO. Quer gerar emprego, acabe com o serviço tercerizado na atividade Bancária, respeitem a jornada de 6 horas, como era de 7 as 13 de 12 as 18 e eramos trados como gente e nao como maquinas, podiamos de fato estudar, hoje com a jornada das 10 as 16 quem estuda nessa classe.