segunda-feira, 18 de março de 2013

Investimentos furados

 

Caros colegas,

Eu tenho lido nos jornais as intenções do Governo em relação à pressão para os fundos de pensão investirem em negócios de infraestrutura. Já foi falado sobre o "trem bala", sobre os aeroportos, sobre portos, sobre usinas, enfim, investimentos onde o Governo teria que ter uma boa participação ou que criasse situações onde esses investimentos se tornassem viáveis para a iniciativa privada, porém, o que faz o governo? Como ele não quer deixar de colocar seus tentáculos nesses investimentos, ou seja, ter ingerência na gestão, pressiona os fundos de pensão de estatais para participarem desses investimentos. E o pior, meus amigos, é que não há voz dentro da Previ (eleitos) que grite contra esses absurdos que estão aparecendo por aí...
Por isso, eu gostaria de compartilhar com vocês, um texto que o colega Carvalho publicou em seu blog e que eu acho bem pertinente para começarmos nossa discussão.

Ultimamente tem circulado notícias sobre a retomada do projeto TREM BALA.
Novamente a PREVI pode ser escalada para participar dos investimentos deste projeto duvidoso, através da INVEPAR, da qual participa, junto com a OAS.
Em 2012, em uma palestra do Presidente da INVEPAR, indaguei sobre a participação no TREM BALA. Perguntei se era viável. Ele respondeu que era inviável, mas que, estava sendo refeito para novas análises.
Circulam informações de que o projeto terá um custo de cerca de R$ 35 bilhões e que o Governo vai recorrer aos fundos de pensão para aportarem recursos.
A imprensa comentou sobre os riscos ambientais, possibilidade de super faturamento e baixa taxa de retorno. Abordou sobre o desinteresse da iniciativa privada.
A INVEPAR foi criada em 2000 para atuar em infra estrutura e transportes. Participou de privatizações de rodovias. Em 2012 participou da privatização do aeroporto de Guarulhos, cujo processo foi questionado, considerando o seu fechamento por valor bem mais elevado do que a avaliação.
A PREVI participa com 36% do capital da INVEPAR e indica conselheiros, “pro forme”. As decisões são tomadas previamente pelos acionistas, conforme acordo assinado. Os conselheiros acompanham as decisões.
Em minha opinião, investi no TREM BALA não interessa ao Plano I da PREVI que está fechado e em extinção. Além de outros riscos que apresenta e do longo período de maturação, existem incertezas da rentabilidade. De outro lado, a PREVI está com 61% dos seus investimentos em renda variável, muito concentrado. Está desenquadrada na INVEPAR, pois não pode participar com mais de 25% do capital.
Por este e outros motivos devemos ficar alertas, fazendo o possível para que a vontade do Governo não se materialize mais uma vez, em prejuízo dos participantes do plano.
Temos no passado exemplos de insucessos de projetos fracassados, aprovados por influências de Governos e interesses particulares.
Como exemplo, citamos a Costa do Sauípe, em que a PREVI foi atraída pelo Governo e Odebrech, que em seguida construiu um condomínio do lado do empreendimento, teve suas terras valorizadas e depois caiu fora. Entre 1998 a 2002 a PREVI investiu cerca de R$ 180 milhões. Este valor virou pó. Está contabilizado como zero. Se tivesse aplicado em outros ativos, hoje poderíamos ter cerca de R$ 1,6 bilhões, pois a rentabilidade da PREVI nos últimos 15 anos ultrapassou mil por cento. Além deste prejuízo, chamado de “custo de oportunidade” o resultado operacional negativo acumulado, “prejuízo”, passa dos R$ 100 milhões. Ademais, a PREVI continua gastando para manutenção do complexo, até encontrar alguém interessado na compra.
Vamos ficar atentos, amigos, conclamando os Diretores eleitos para barrarem a aprovação de investimentos neste projeto. Na diretoria temos 3 Eleitos e 3 indicados. Não existe o voto de minerva. Aprovações ocorrem por maioria. Basta um eleito passar para o lado do Banco/Governo, a exemplo do que vem ocorrendo em outras decisões, estaremos mais uma vez prejudicados. No futuro, devemos ter o cuidado para elegermos Diretores realmente comprometidos com os associados.
OBS:
Fica autorizado o repasse, preservando a fonte.
Comente meu blog: ajccarvalho.blogspot.com
Antonio Jose de CARVALHO

37 comentários:

carlosdomini disse...

Hoje mandei este email a previ, desculpe erros de teclado :
Vamos esperar a resposta

Mensagem: Hoje em dia nós do previ 1 e participantes na maioria dos casos vemos com muita apreensão as causas de mudanças entre o BB e Previ. Falo isto porque a cada dia nada melhora no atendimento aos aposentados do BB e a cada dia mais serviços nos obriga a irmos a agência ao invés de aprimorar mais o sistema internet e aí nos causa preocupação da verdaeira causa desta mudança anunciada para abril como mais um dos instruentos de monitoramento.Precisa de uma explicação mais clara da razão de tais mudanças em cima da hora afetando até a maneira de inscrição de dependentes via agência da Cassi, pois é de conhecimento de todos que o Fale comosco escrito do BB foi desativado e servem-se de um 0800 onde atendentes sem preparo nos atende para no fim nos encminhar a agência, como se hoje fora um grande orgulho de lá penetrar

Anônimo disse...

Cecília, cada dia q passa sinto q os beneficiários do Plano 1 são uns alienados. A maioria aparentemente sente q este barco não tem perigo de afundar. Isto leva ao não acompanhamento da situação e a votar naqueles q detenham maior poder de convencimento, leia-se, econômico. Assim, o quadro atual é de 3 diretores eleitos alinhados com os 3 diretores indicados. Deste modo, a vontade do governo, mesmo contrária aos interesses da Previ, não tem oposição. E aí, o q fazer? Cadê a Anabb? Cadê as associações? Celio

Anônimo disse...

Prezada Cecilia,

Repasso-lhe, para tomar conhecimento, o que encontrei na internet: comentários, (brasil247.com).

ATENCAO BRASILEIROS! O ROUBO AGORA É NAS NOSSAS APOSENTADORIAS!!!
O PT JA ESTA METENDO A MAO NAS APOSENTADORIAS DOS BRASILEIROS!!!
É ASSIM: DINHEIRO DO BNDES EM CUBA E DOS APOSENTADOS JOGA EM CAPITAL DE RISCO! ROUBO E CORRUPCAO: AGORA É PEGAR DINHEIRO DOS APOSENTADOS PRA FAZER INVESIMENTO DE RISCO?? COITAADOS DOS TROOUXAS DO BB, CEF E PETROBRAS!!
Os principais fundos de pensão de funcionários de estatais do país, como PETROS (Petrobras); FUNCEF (Caixa) e PREVI (Banco do Brasil), querem criar um Fundo de Investimento em Participações (FIP) para entrar no projeto do trem-bala que ligará Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro.
A informação é do diretor-geral da Agência Nacional de TRANSPORTES Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo. Segundo ele, a idéia é que o FIP não participe de leilão, mas que se associe ao consórcio vencedor, após a licitação. "Eles querem se associar ao vencedor se a proposta do consórcio atender às suas exigências de rentabilidade".
A presença dos fundos de pensão de estatais, sobre os quais o governo exerce forte influência, aumenta, de certa forma, a presença do Estado no projeto do trem-bala. O governo já anunciou que criará uma estatal para participar do empreendimento, batizada de Empresa de TRANSPORTE Ferroviário de Alta Velocidade (EtAV) que deverá ter 33% da Sociedade de Propósito Específico (SPE) a ser constituída pelos vencedores do leilão. A exemplo dos fundos de pensão, a EtAV não disputará a licitação e vai se associar aos vencedores. O investimento na construção do trem-bala foi estimado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em R$ 33,1 bilhões. A linha terá uma extensão total de 511 quilômetros, sendo 99 quilômetros no trecho entre Campinas e São Paulo e 412 quilômetros entre São Paulo e Rio de Janeiro. O edital do leilão estabelece que o vencedor da licitação, que terá o direito de construir e operar o trem-bala, terá de construir estações no centro do Rio de Janeiro, no aeroporto do Galeão, em Aparecida do Norte (SP), em Guarulhos (SP), no centro de São Paulo, no aeroporto de Viracopos, em Campinas, e no centro de Campinas. Além disso, os concessionários terão de construir, em cidades a serem definidas por eles, uma estação na parte paulista do Vale do Paraíba e outra na parte fluminense.
E assim o dinheirinho dos aposentados vão ser pulverizados em TREM de Alta Velocidade.

Anônimo disse...

Se os nossos representantes, leia-se ANABB,AAFBB, etc, nao estao procurando trabalhar em função das colocações feitas por Sra. Cecilia e o Sr. Carvalho e, considerando que na PREVI os dirigentes sao pessoas comprometidas com o governo do PT e demais sindicalistas alienados , SUGIRO, a bem de todos que nossos colegas irmaos que residem no RIO De JANEIRO, procurem de alguma forma reunir-se para juntos pressionarem, presencialmente, a PREVI,mas, em grande número, visando melhor participação daqueles que são os verdadeiros interessados e "donos" desse invejável patrimonioo que é o PREVI PLANO I.

Antonio Carvalho disse...

Prezados:

Agradeço a Cecilia por compartilhar minha publicação sobre a PREVI no TREM BALA.
São procedentes os comentários feitos por Cecilia e pelos demais participantes.
Por oprtuno e para descontrair, repasso comentário que recebi no meu e-mail particular:
"O Governo fica com trem. Os aposentados levam balas".
Olho vivo, amigos.
Com a palavra nossas Associações!
Abraço,

Carvalho

Antonio Carvalho disse...

Prezados:

Agradeço a Cecilia por compartilhar minha publicação sobre a PREVI no TREM BALA.
São procedentes os comentários feitos por Cecilia e pelos demais participantes.
Por oprtuno e para descontrair, repasso comentário que recebi no meu e-mail particular:
"O Governo fica com trem. Os aposentados levam balas".
Olho vivo, amigos.
Com a palavra nossas Associações!
Abraço,

Carvalho

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Pelo que li recentemente em matéria disponibilizada em 18.03.13 no site da Anapar, a Invepar quer participar também do leilão dos aeroportos do Galeão e de Confins. E, quer-nos parecer,não estaria interessada no trem bala. Será que o governo federal vai permitir a entrada dos fundos no leilão do Galeão e de Confins, a ser realizado em set/13, condicionada à participação dos mesmos no projeto do Trem Bala?

Ivan Mangeon Werneck disse...

Como disse alguém que não me lembro: no longo prazo, estaremos todos mortos. Esse maldito governo petista está se esforçando para que tal aconteça no médio ou curto prazo, a começar pelos aposentados e pensionistas.

Anônimo disse...

D.Cecília,

Percebo que a idéia de pressionar as associações como forma de conseguir nossos objetivos junto à Previ, que há muitos anos venho defendendo, começa a ganhar corpo.

Isso é muito bom.

Oportunamente, devo lembrar que:
Como a ANABB, associação para a qual contribui por mais de 20, nunca fez nada em nossa defesa, decidi me desfiliar dela.

Atualmente estou associado a uma outra, mas já estou pensando em sair caso ela contiue a focar suas atividades em brigar com as outras entidades do gênero.

Obrigado.

Anônimo disse...

Colegas,

Pelo que leio, suspeito que o pt se tornou partido nazista, pois matará os aposentados lentamente, com o sofrimento de ver suas economias muito mal aplicadas.
SMJ
Valha-nos Senhor Deus!

Unknown disse...

Ao anonimo das 11:53

Respeito sua decisão pois é questão de livre arbítrio. Agora quanto à ANABB cabe lembrar que ela representa mais de 90 mil associados e que, dentro do possível, mantém diálogo com a PREVI/CASSI/BB/PREVIC e nossos congressistas, na busca de melhor amparar nossos direitos. E, quando necessário, ingressa com ações no ambito judicial como bem se pode ver no seu site. O que não pode é sair por aí batendo a torto e a direito, de forma irresponsável. Cumpre-nos, como associados, é eleger colegas que realmente cumpram com suas promessas de campanha. Então teremos a ANABB que desejamos.

Luiz Faraco - Florianópolis-SC

PERDAS NO "PALACIO TANGARÁ" disse...

De maus negócios a PREVI (nosso Plano 1) está tentando sair. Vejam a recente notícia da venda de 49% na participação do inacabado "Palácio Tangará Hotel & Spa" onde a Birmann Engenharia (Dr.Rafael Birmann)desde 1998 gastou US$ 40 milhões na compra do terreno e em 70% nas obras de 30 mil m2.deste "Palacete" que seria Hotel 6 estrelas, de 8 pavimentos e 120 suites.Pararam as obras em 2001 e Sérgio Rosa (Pres.da Previ) diz que investiu uns US$ 28 milhões de dólares.
Agora, em fevereiro de 2013, decorridos 12 anos de abandono a PREVI consegue vender este mausoléu por R$ 45 milhões DE REAIS para um fundo private equity norte-americano "GTIS Partners"

Perdemos dinheiro,mas saímos da "fria" e aguardamos a indenização da Seguradora contratada, que nega-se judicialmente a indenizar os contratantes...
Mais detalhes: Vejam no google "Palacio Tangará Hotel & Spa"

Anônimo disse...

Aos incautos, A ANABB é uma instituição corporativista, serve unicamente para defender interesses do BB, PREVI E CASSI, foi criada para defender essas instituições de ataques externos, atua como lobby, tem o seu grau de importância somente nesse aspecto, o bizarro é que a ANABB sobrevive com contribuições dos associados, mas não patrocina ações judiciais contra essas instituições, tem gente que não sabe disso, acredita estar sendo representado e espera sentado, nesse confronto o associado vai perder, a ANABB tem que se abster quando se trata de conflito de interesses nossos contra essas instituições é o correto.

WILSON LUIZ disse...

TRANSCRITO DO "VALOR ECONÔMICO"

Esta decisão do CADE deverá facilitar credenciamento de profissionais pela CASSI. Agora, cabe à nossa Caixa de Assistência tratar melhor os profissionais credenciados, as queixas que ouço de médicos não são nem pelos valores pagos, mas "metem o pau" na burocracia da CASSI.

Cade assina hoje acordos com Unimeds


O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) assina hoje acordos com as Unimeds em 30 processos administrativos para encerrar a "unimilitância". A prática proíbe médicos de atender pacientes e prestar serviços fora da cooperativa a que pertencem. Ao todo, as Unimeds vão pagar R$ 14 milhões e encerrar a exclusividade com os médicos em todo o país. Os processos são responsáveis por um recorde indesejável no Cade. Hoje, pouco mais de um quarto de todas as ações que o órgão antitruste responde na Justiça são de Unimeds que foram multadas por exigirem exclusividade aos médicos, política considerada prejudicial à concorrência.

Anônimo disse...

Prezada Cecilia.
O bravo dr. Medeiros está cogitando em colocar a AFABB/RS na frente de uma ação preventiva contra eventual pressao do governo dos petralhas no sentido de o nosso Fundo participar do Trem-Bala.Bela iniciativa que deve ser aplaudida e incentivada por você e pelos demais colegas.

Augusto J. Hoffmann disse...

A coisa tá ficando mais feia, a cada dia. Sem mobilização para dar ciência desse teatro de horrores(postg+coment) a quem ainda dança no salão nobre, de nada nos serve denúncia&chorumela, além de nos indignarmos. Semelhante aos humorísticos, sobre política: rimos e passa. Pessoal vamos levar adiante a ideia de um portal, concentrador de info e links, uma cadeia na net, para defender a Previ e o seus planos desses saqueadores de ocasião.

Anônimo disse...

Cuidado! O trem bala é bode da sala. Todos sabemos que nada desce a serra das Araras a mil por hora. Nem japonês consegue isso. O bode é o trem. Aguardem o que virá por tràs do bode.

Anônimo disse...

Seu Luiz Faraco,

Discordo do adjetivo irresponsável utilizado em seu post.

-x-x-x-x-

Eu sei que a ANABB é uma grande associação e bastante rica, pois ela conta com 90 mil associados/alienados que mandam dinheiro para ela mensalmente, sem saber que está tornando-a cada avez mais forte e se distanciado cada vez mais dos problemas dos aposentados/alienados a ela filiados.

Anônimo disse...

Você vai participar do rateio para publicação de mensagem na revista Isto É Dinheiro?

Anônimo disse...

Ilustre Dra. CECÍLIA:


Além de ser seu incondicional eleitor, sou também um leitor inveterado de seu blog.
Por favor,a nobre doutora pode nos informar a quantas anda o tal aumento de 3,82%, com data base em janeiro/2013? Muito obrigado.

JOSÉ AFONSO SOBRINHO - Natal - (RN), 21.03.2013

WILSON LUIZ disse...

Caro Medeiros,
Realmente, um país com tantas carências como o Brasil investir em trem-bala é uma insanidade. Mesmo países ricos, como os Estados Unidos, não entram nesta furada, lá eles dão preferência a trens convencionais modernos, que trafegam na faixa de 100/150 km/h.
Só para ilustrar como somos carentes nesta área, o Brasil possui 30.000 km. de ferrovias(boa parte sucateada), os Estados Unidos, equivalente a nós em tamanho do território tem 227.000 km., e pasmem, a Argentina!!!, tem 36.000 km. Enquanto isto, quando viajamos, vemos nas estradas filas quilométricas de caminhões escoando a safra agrícola, que teriam um frete muito mais barato se feito por ferrovias e hidrovias.
O dinheiro que será(?) utilizado neste projeto megalomaníaco(35, 40 ou 50 bilhões, ninguém sabe), seria muito melhor aplicado se utilizado na melhoria de nossa malha ferroviária.

Unknown disse...

Seu anonimo 20 de março de 2013 21:00

Parece-me que não ficou claro a Vossa Senhoria, que tem o direito de ficar no anonimato, que a palavra "irresponsável" foi utilizada de forma genérica, não pretendo atingi-lo(a) pessoalmente. E não vou abrir polemica por tão pouco.

Luiz Faraco - Florianópolis-SC

:: Cecília Garcez :: disse...

Caro Joae Afonso,
Por incrível que possa parecer, ainda esta dependendo de aprovação por parte dos órgãos oficiais.

Anônimo disse...

Trem bala!
Transposição do Rio São Francisco!
Infraestrurada??? da compa do mundo!

Quanto desperdicio!!!

Para citar apenas 3 exemplos de despercicios, e opções para melhor uso do nosso dinheiro que para os nossos gestores ao que parece não tem nenhum valor:

- no lugar do trem abala,priorizar infraestrura que elimine o apagão dos portos e estradas que já colocaram o exportações do agronegócio em colapso:
- e se ao contrario da transposião do São Francisco tivessem dotado a mesma região com malha ferroviaria com vocação para nos periodos criticos de seca transportar a agua, sem prejuizo para os demais usos economicos.
- já os gastos com estadios, por exemplo, daria para construir quantos quilomentros

Augusto J. Hoffmann disse...

Mera curiosidade, talvez a medida da promiscuidade nos negócios, mas quem banca essa publicidade apensada à "Folha Ind. de Pagto"? Na de março, bateram um recorde: Uma útil, a segunda da Cooperforte, terceira Bancorbràs, duas pra Hotel Urbano e duas pra Mabe/Compracerta, ufa. É disso que o velho gosta, é isso que o véio quer?

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Cecília,
A Anabb está fazendo uma série de visitas a diversos estados brasileiros. Os assuntos tratados nessas regiões com representantes de entidades, funcionários, autoridades e políticos locais são, entendo, do interesse da grande maioria dos associados do “PB-1”, sejam eles vinculados ou não à Anabb. Tenho lido que se tem discutido previ e seus investimentos, bet, ações judiciais e outras matérias. As notícias estão publicadas no site de forma bastante genérica. Peço que examine a possibilidade de ser levada a direção da entidade, da qual Você faz parte, sugestão no sentido de disponibilizar as informações com maiores detalhes para que um número cada vez mais expressivo de participantes e assistidos possam se inteirar dos assuntos que foram discutidos. Apesar de entender que a Anabb, de há muito, se distanciou dos reais interesses dos integrantes do “PB-1”, optando por permanecer sempre ao lado do patrocinador, e como sonhar não custa nada, imagino que essas visitas possam estar inaugurando um novo tempo na relação entidade/associados “PB-1”.

:: Cecília Garcez :: disse...

Caro Jorge Teixeira,
Como segunda e terça haverá reunião na Anabb, pode deixar que levarei sua sugestão, que eu acho bem pertinente aos gestores.

Anônimo disse...

Prezada Cecilia,
Peço-lhe que, nas proximas reunioes você leve aos seus pares a urgente necessidade de a ANABB se engajar na luta contra os desmandos na Previ. Afinal, ela sobrevive com as mensalidades que saem dos bolsos de todos nos do PB1.

Anônimo disse...

Prezada Cecilia e colegas,
Leiam o ultimo post da AAPPREVI, que traz uma denuncia de um aposentado da FUNCEF. Por ali dá para se perceber que o melhor que fariamos seria tentar unir os principais fundos de pensao do pais(PREVI,FUNCEF,PETROS,VALIA,POSTALIS)etc.Assim seriamos muito mais fortes e poderiamos fazer pressao junto ao congresso nacional

Anônimo disse...

Site da Anapar,

Notícias da Previdência
Infonet (26/03/2013)
Sinal Amarelo para os fundos de pensão

Participantes dos fundos de pensão como a FUNCEF, a PETROS e a PREVI estão diante de um sinal amarelo, que pode se transformar em vermelho. Ocorre que o governo federal pensa em contar com as referidas instituições na qualidade de parceiras do projeto do Trem-Bala. Visto como de altíssimo custo e de retorno do investimento aplicado apenas a prazo muito longo, os funcionários da Caixa Econômica Federal, da Petrobras e do Banco do Brasil colocam, desde já, as barbas de molho.

Vêem na investida do governo uma ameaça ao equilíbrio atuarial desses fundos. Entidades do pessoal do BB já se mobilizam para defender os legítimos interesses da categoria. O tema deverá ser incluído em encontro que ocorrerá no próximo mês de abril. Além dos funcionários da ativa, os aposentados e pensionistas também manifestam sua apreensão.

Anônimo disse...

Cara colega Cecília, comentando a respeito da sua resposta ao colega José Afonso sobre os 3,82% de reajuste para janeiro, mostra-nos o quanto é a nossa dependência (PREVI) ao governo dos petralhas. Em relação aos diretores nem se fala, pois são uns pau-mandado. Cecília fica a pergunta, que me faço seguidamente: Até que ponto, vale a pena votar em eleições PREVI? Mudaria alguma coisa, trocar meia duzia por seis?

WILSON LUIZ disse...

Cara Cecília, perguntar não ofende, será que a ANABB, como a associação com maior número de associados, não nos ajudaria a descarrilar este trem-bala?

Sobre a matéria "sinal amarelo para os fundos de pensão", seria urgente que os fundos de pensão, mais os funcionários ainda na ativa, se unissem para lutar contra investimento obrigatório no trem-bala.
Acredito que as entidades representativas de fundos tão poderosos como PREVI, PETROS E FUNCEF teriam grandes chances de ter sucesso, ingressando com mandado de segurança com pedido de liminar para que sejam evitados prejuízos que podem provocar desequilíbrio patrimonial e colocar em risco o pagamento de benefícios.

Segundo a Lei Federal brasileira nº 12.016, de 07 de Agosto de 2009, já no seu art. 1.º informa que "Conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito líquido e certo, não amparado por habeas corpus ou habeas data, sempre que, ilegalmente ou com abuso de poder, qualquer pessoa física ou jurídica sofrer violação ou houver justo receio de sofrê-la por parte de autoridade, seja de que categoria for e sejam quais forem as funções que exerça".



Conforme art. 5º,inciso LXX da Constituição Federal, pode ser impetrado por:

a) partido político com representação no Congresso Nacional;

b) organização sindical, entidade de classe ou associação legalmente constituída e em funcionamento há pelo menos um ano, em defesa dos interesses de seus membros ou associados.


júnior machado disse...

Boa tarde,DrªCecilia,já tenteram de tudo para impedir as loucuras do pt,que dominou a Previ,porque vcs donos de blogs entrarem em contato com a midia como o EX deputado Celso rusomanno,da patrulha do consumidor,o programa CQC,ou youtube mostrar as patifarias da Previ,das promessas feitas pelo Sr Dam e Sr Marcel tem que ser mostrada ao Brasil,pois eles acham que os aposentados do BB e pensionistas são marajas com altos salarios,certas exceções,pois a Srª já deve ter visto a arrecadação que o Prof Ari,solicitou ãos participantes de blogs,foi uma vergonha muito ele luta e o pessoal usa o ouvido dele como se fosse pinico e na hora de por a mão no bolso aquela micharia,só reclamam mas não agem pois ão meu ver esta forma de usar estes programas,atigiriam á Previ e o PT

Unknown disse...

Caro anonimo 26 de março de 2013 13:03

Não vou aqui, obviamente, expressar o pensamento da Prof. Cecília, mas tenho absoluta certeza de que a abstenção só facilita a vida do patrocinador, pois pode induzir a votação em pessoas de seu time. Cumpre-nos, isto sim, é procurar eleger nossos legítimos representantes e deles cobrar uma postura de contínua defesa de nossos direitos. É como na democracia: só sobrevive à custa da eterna vigilancia.

Cordialmente,
Luiz Faraco - Florianópolis-SC

júnior machado disse...

DrªCecilia,por favor olhe o que minha Mãe mandou ão Sr Dam Conrado "Sr Dam Conrado estamos de olho aberto,pois achamos muito estranho o Sr querer reduzir de 25% para 15% a mesma alteração do art 20 da lei complementar 109 ,que o Deputado do PT Ricardo Berzoíni que emplantar 236/2012,o que vcs estão fazendo com a Previ ela e nossa,e se o Sr continuar compaquituando com o PT,já avizamos estamos preparados para enfrentalos,tão verdade que não obtenho resposta de vcs as perguntas que eu fiz ão SR e o Sr Marcel,estamos de olho e só olhar os blogs do Prof Ari,Dr Medeiros"

valter disse...

Cecília,

Estava cogitando em lhe dar meu voto, mas agora com a presença do Bernardo Medeiros a seu lado, meu voto será mais que consciente!

Desejo-lhe sorte, saúde e raça para enfrentar os problemas criados pelos que estão no (des) governo...

Trem bala algo "irracional" para um país com tantas necessidades básicas como o nosso! Sim para ferrovias convencionais e de custo muitíssimo inferior!

Teto para aposentadorias no BB: algo moralmente justo e necessário!

Pensava que vc fosse gaúcha!

abraço,
Castillo
aposentado

Cecilia Garcez disse...

Caro colega Castilho,
Que bom contar com seu apoio! Realmente conseguimos juntar pessoas muito bacanas na nossa chapa e comprometidas com os associados. Os 4 blogueiros mais famosos e combativos da internet estão na chapa 3 da Previ. Sou carioca, Castilho.