terça-feira, 30 de outubro de 2012

Curso a distância sobre Previdência Complementar

Caros colegas,

A Secretaria de Políticas de Previdência Complementar abriu inscrições para o curso online sobre Previdência Complementar. O curso é gratuito e vale a pena, pois é muito importante conhecermos melhor esse assunto até para termos mais fundamentação nas nossas defesas e discussões.

SPPC: Inscrições para o curso à distância
A capacitação é gratuita e aberta à população
Já se encontram abertas as inscrições para o Curso de Noções Básicas em Previdência Complementar, promovido pela Secretaria de Políticas de Previdência Complementar (SPPC) do Ministério da Previdência. O curso é gratuito e será oferecido na modalidade à distância.
O objetivo é divulgar o regime de Previdência Complementar no País e conscientizar o público dos benefícios da manutenção de um plano de previdência complementar. As inscrições são abertas à população e terminam no dia 1°de novembro. As vagas são limitadas.
O curso possui carga horária de 16 horas e os participantes receberão um certificado de participação. Os interessados devem encaminhar um e-mail informando nome completo, RG, cidade onde residem, telefone e email de contato para o endereço eduprev.sppc@previdencia.gov.br. A previsão é que as aulas tenham início no mês de novembro.
Sistema
O regime de previdência complementar brasileiro é composto hoje por 332 entidades fechadas de previdência complementar que administram 1.129 planos de benefícios. Esses planos são instituídos por 2.349 patrocinadores, 505 instituidores e protegem aproximadamente seis milhões de brasileiros. Até o 1º semestre de 2012, o patrimônio dos fundos de pensão do país chegou a R$ 626 bilhões, o que representa cerca de 15% do PIB brasileiro. (Ana Carolina Melo - Ascom/MPS)

7 comentários:

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Cecília,
Sob o título “O ESTATUTO DO IDOSO 9 ANOS DEPOIS - ISA MUSA – Debatedora”, há um vídeo bem interessante disponível no site da FAABB e no Youtube, de mais ou menos quinze minutos. Trata-se de audiência pública no Senado Federal para debater os 9 anos do Estatuto do Idoso, em comissão presidida pelo ilustre senador Eduardo Suplicy. Teve a participação voluntária da incansável batalhadora Srª Isa Musa de Noronha. Entendo que agrega bastante valor na luta contra os malefícios oriundos da malfadada resolução 26 do então CGPC.


Anônimo disse...

O CORREIO BRAZILIENSE FEZ O QUE NINGUÉM DE AFAS, FAABB, ANABB QUIS FAZER. FEZ UMA DENÚNCIA GRAVE DE QUE PESSOAS NOS FUNDOS DE PENSÃO TÃO LEVANDO BOLA PRA NOS ROUBAR.

E AGORA? DIANTE DA COMPROVAÇÃO DO QUE TODOS NÓS DESCONFIÁVAMOS O QUE FAREMOS?

ACHO QUE NADA COMO SEMPRE. TALVEZ UMA REUNIÃOZINHA USANDO POWER POINT PARA PRESIDENTES E DIRETORES DE ASSOCIAÇÕES FICAREM À FRENTE ALISANDO OS PRÓPRIOS EGOS.

É MUITA FALTA DE RAZÃO DE EXISTÊNCIA! QUE BARBARIDADE

Anônimo disse...

Nutro profunda admiração pela Sra. Isa Musa. Ser convidada ao Senado é prova inconteste do prestígio que ela desfruta, mercê de suas lutas. Fico-lhe grato e gostaria de ter o e-mail dela para cumprimentá-la.

Anônimo disse...

Tudo bem. O ensino fundamntal no país é um caos, mas temos um ensino de previdência. Voce não pensa na relevância disso? Do que realmnte se pretende com isso? É fazer apologia dos fundos de previdência que ELES querem implantar. E nos convencer de dedistir dos nossos. Já pensou nisso? Um país emque o governo não trata de ensino BASICO, vai tratar de previdência? por favor.

Anônimo disse...

Fala do ES Cecília, quando vai sair? Se é que sai alguma coisa.

Abraços.

Angela.

Anônimo disse...

Anonimo das 12:02

Não vão fazer apenas isso não. Quer dizer nada. Brigarão entre si e se destruirão. E mais: tem alguem que posta em nossos blogs de aposentados, com grande autoridade e logo depois este blog acaba. Foi assim com o Juarez. Já aconeceu com o Marcos Cordeiro. E espero que Este blog e o do Medeiros não deixem ele se apossar dos posts. É morte anunciada.
Quanto ao que voce disse está certo. Vamos ficar aqui falando de ES e de abobrinhas. Não vamos a lugar nenhum.

Anônimo disse...

Prezada Cecília,
Muito oportuna sua postagem sobre o reajuste. Gostaria de ampliar seu comentário e perguntar " Qual a atitude dos conselheiros eleitos, ou seja, nossos representantes em defesa dos nossos interesses?
O colega W. Bento deixou lá sua marca, aí está a prova na sua postagem. E a conselheira Célia, que representa a AAFBB? Não tomei conhecimento de nenhuma posição dela. A entidade se cala, sem demonstrar a posição de sua representante. Esperem a próxima eleição e verão a rejeição dessa entidade. Até os rebeledes da internet estão mais firmes do que eles.
Desculpe o desabafo,
Luiz Otávio Paranhos